O que são frameworks para desenvolvimento.

Desenvolver uma aplicação web completamente zero é uma tarefa árdua e muito mais demorada. Atualmente, essa tarefa é como reinventar uma roda, desnecessária e despende tempo demais.

Por isso, existem estruturas para desenvolvimento WEB, para diminuir o tempo gasto e o nível de complexidade.

Os frameworks para desenvolvimento WEB não podem ser desenvolvidos com rapidez e segurança. Mas cada linguagem tem particularidades e seus respectivos frameworks.

No artigo de hoje, mostramos as melhores estruturas para linguagens de programação PHP, Python e Ruby.

O que são Frameworks?

Em geral, os frameworks funcionam como uma biblioteca de arquivos que armazena diversas funções básicas para o desenvolvimento de uma aplicação.

Com o aumento de padrões de aplicativos da Web e de complexidade de tecnologia para esses aplicativos, como estruturas podem usar ferramentas indispensáveis ​​para os desenvolvedores.

Ele é uma base com algumas configurações básicas para você desenvolver suas aplicações em cima.

Seu conjunto de classes tem como objetivo a reutilização da arquitetura de software, como um guia para uma solução no domínio específico de software.

O desenvolvimento de uma aplicação depende de diversos fatores, principalmente uma linguagem de programação. Cada um deles é único a maneira de desenvolver

Ao conhecer as tecnologias do Framework escolhido, o desenvolvedor é capaz de fazer alterações para o Framework de desenvolvimento da Web, para todas as suas necessidades.

Sendo assim, o principal objetivo de um Framework para desenvolvimento WEB é a resolução de problemas recorrentes, utilizando uma abordagem genérica.

Isso permite ao desenvolvedor mais tempo para o foco na resolução de problemas e não existe software de gravação adicional.

Vantagens e desvantagens de um framework para desenvolvimento WEB

Vantagens

  • Produtividade;
  • Padrões de codificação e processos;
  • Aproveitamento e reutilização de código;
  • Segurança;
  • Extensibilidade;
  • Rede de apoio a outros desenvolvedores (suporte)

Desvantagens

  • Curva de aprendizagem - Pode ser lento o processo de aprendizado e domínio sob o framework escolhido,
  • Dependency - Uma aplicação criada em cima de um framework dificilmente terá compatibilidade com outro.
  • Vício do programa - Pode ser desenvolvido, normalmente em pessoas com pouca experiência, um modo de usar a estrutura, negligenciar o conhecimento da linguagem nativa.

Quais são os melhores frameworks para desenvolvimento WEB?

1. Laravel para PHP

Este framework é focado no desenvolvimento rápido para PHP, seu principal foco é o desempenho. Ele é livre e código aberto, além de permitir que você trabalhe de forma estruturada e rápida.

Com o Laravel, você começa a trabalhar nos seus projetos rapidamente. Além de economizar muito tempo e trabalhar com acesso a funções como autenticação de usuário, gerenciamento de seção e cache.

O Laravel é completo e possui várias funcionalidades e todas as ferramentas que você precisa para criar uma aplicação PHP moderna.

Ele possui um direcionamento para escrita de códigos bonitos e refinados, usando o padrão PSR-2. E obedecendo às boas práticas de escrita, o que reitera o slogan: “O framework PHP para artesãos Web”.

Além de tudo, o Laravel tem uma grande comunidade ativa, conseguir ajuda não é uma tarefa difícil.

Django para Python

Django é um dos frameworks para desenvolvimento web mais rápido do mercado. Escrito em Python, ele possui estrutura Model-View-Template.

O Django utiliza o princípio DRY (não se repita), onde faz com que o desenvolvedor aproveite o máximo de código já feito, aplicações aplicadas com a maior quantidade de aproveitamento do código possível, usando uma repetição.

O padrão MTV (Modelo, Modelo e Visualização), é basicamente:

Modelo: Onde acontece toda a interação com o banco de dados;

Template: Onde acontece a renderização dos dados para uma resposta mais intuitiva, em outras palavras, a interação do usuário com o site no Django;

Visão: Lógica sobre os dados. A camada responsável pelas regras de negócio do sistema Django.

Além de permitir um desenvolvimento rápido e com o princípio de evitar o máximo de repetição, o Django ainda mantém um administrador que é capaz de criar, ler e excluir dados via interface.

Rails para Ruby

O Rails utiliza alguns padrões e conceitos que permitem que as funcionalidades de um sistema possam ser implementadas de maneira incremental.

Isso é uma das principais escolhas para projetos que adotam métodos de desenvolvimento e gerenciamento de projetos.

Ele também utiliza o princípio DRY, que incentiva o bom uso da reutilização de código, uma das principais vantagens da orientação a objetos.

Além do DRY, ele possui como pilar a Convenção sobre Configuração (CoC): escrever muito menos código para implementar uma aplicação específica na aplicação.

Para isso, é necessário respeitar alguns padrões de nome e localização de arquivos, nome de classes e métodos, entre outras regras simples e fáceis de serem memorizadas e seguidas.

O Rails adota um padrão arquitetural chamado MVC (Model View Controlle). Ele consiste em:

View: Responsável por apresentar os resultados na página web.

Controller: Camada que faz o trabalho de tratar os parâmetros de requisição e direcionamento para demais extensões.

Modelo: São como classes que representam suas entidades e também como podem armazenar e buscar dados.

Estruturas na Hexah Digital?

Focado que há melhores no mercado e mais avançadas tecnologias, o Hexah oferece suporte para frameworks Laravel, Django, Flask, Rails e vários outros.

Você consegue instalar facilmente e em poucos cliques suas aplicações no Cloud Server para desenvolver tranquilamente e atingir o máximo de desempenho que sua aplicação merece.

Um Configrou Cronjobs configurados de acordo com as melhores práticas de conversão, sistema de gateway de e-mail integrado com 100.000 e-mails gratuitos todos os meses, além de um ambiente de última geração com servidor de nuvem própria, ip dedicado e exclusivo.

Mostrar comentários